Zapper

PORQUE DEVO USAR O ZAPPER?

A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA é como uma indústria qualquer onde funcionários tem metas de vendas para cumprir. Em nome do lucro, e não necessariemente de sua saúde, essas empresas adotam estratégias para que médicos receitem produtos que elas fabricam, bem como oferecem viagem a resorts de luxo além de dar propinas camufladas na forma de pagamento por palestras. Isso e muito mais está por tras da overdose de medicamentos prescritos assim como o abafamento de formas naturais de tratamentos como o Zapper, Rife, a Fosfoetanolamida e muitas coisas mais que nem chegam aos nossos ouvidos.

Não é por acaso que ela girou 600 milhões de euros em 2009 enquanto que a totalidade da indústria da saúde atingiu uns impressionantes 4 bilhões de euros em 2010.
Se pesquisarem a história da medicina vão verificar como os produtos farmacêuticos, e outras técnicas pouco eficazes ou mesmo prejudiciais, foram forçadas no currículo habitual da medicina pelos impérios de controle comercial. A indústria farmacêutica é uma indústria como outra qualquer, que objetiva lucro.

Felizmente parece que aos poucos as pessoas estão começando a perceber como funcionam as coisas e a procurar alternativas.
Se você também está cansado de andar de profissional de saúde em profissional de saúde sem que tenham solução para os seus problemas, ou se simplesmente quer deixar os produtos farmacêuticos, as cirurgias intrusivas, a quimioterapia, tudo isso para trás, porque não experimentar um Zapper?

O Zapper é um aparelho eletrônico gerador de frequência, um oscilador. É conhecido por muitos como “antibiótico eletrônico” que, com a sua ação antiviral e bactericida elimina todos os micro-organismos de nosso sistema, combatendo as doenças geradas por vírus, bactérias e fungos.

O Zapper foi concebido pela Dra.Hulda Regehr Clark, PhD, N.D., bióloga canadense, especialista em micro fisiologia celular.
Através de seus ensaios em laboratório, a Dra. Hulda Clark, com a ajuda de seu filho, engenheiro eletrônico, desenvolveu um aparelho simples e de fácil utilização que normaliza o PH sanguíneo, exterminando vários micro-organismos presentes no organismo humano, tais como parasitas, vírus, bactérias e fungos.

Zapper

Alguns dos sintomas e doenças causados pelos micro-organismos são:

• alergias,
• anorexia,
• artrite,
• artrose,
• asma,
• bronquite,
• diarréia,
• distúrbios do sono,
• doenças de pele,
• dores musculares e ósseas,
• candidíase,
• citomegalovirus,
• colesterol alto,
• fadiga crônica,
• fibromialgia,
• fobias,
• frieiras,
• gases,
• gripes,
• herpes labial ou genital,
• HIV,
• irritabilidade,
• malária,
• pneumonia,
• pressão alta,
• prisão de ventre,
• problemas cardíacos,
• resfriados,
• síndrome do pânico,
• stress entre outros.

 

Depoimentos:

zapper

.....ver mais depoimentos

 

NOVO ZAPPER α 6:



VEJA COMO É SIMPLES USAR:






A ação antiviral e bactericida bastante ampla do Zapper disponibiliza seu uso praticamente em todas as patogenias.
A Dra. Hulda, em suas pesquisas, constatou que a pele, o sistema circulatório, o cérebro, o intestino, o fígado e outros órgãos podem ser parasitados por vários micro-organismos e escreveu diversos livros sobre o assunto.

Pesquisas médicas recentes mostram um grande número de doenças relacionadas aos micro-organismos que vivem dentro do corpo humano. Estes micro-organismos consomem nutrientes e oxigênio, produzem resíduos tóxicos causando a maioria das doenças que conhecemos
Um aspecto que deve ser salientado quanto ao uso deste aparelho é o fato dele não ter nenhum efeito colateral, podendo desta maneira ser usado sem nenhuma preocupação.

Das múltiplas aplicações possíveis, demonstrou eficácia na acne, proporcionando o secamento dos abscessos (espinhas), em micoses, psoriase, feridas inflamadas, gripes, dores lombares com apenas algumas aplicações.
Na intoxicação intestinal por alimentos estragados ou mofados o resultado chega a ser imediato.
Muitas doenças onde o Zapper tem se demonstrado eficaz, são de difícil diagnóstico ou incuráveis pelo tratamento convencional.
Os usuários do Zapper relatam que ao usar o aparelho sentem-se melhores e com mais energia.

No caso do diabetes com dependência de insulina, após 2 semanas de uso na sequencia 1 dia sim e 2 não, a insulina foi reduzida praticamente pela metade. Casos de cura foram relatados com a continuidade do tratamento.
Afora a vacina, em fase de desenvolvimento e testes, que evita a gripe das aves, ainda não existe medicação para a cura dessa doença. O Zapper é hoje uma alternativa de cura.
É, também, uma excelente opção aos pacientes com sensibilidade a antibióticos e vacinas.
Portadores de hepatite relataram a redução drástica dos índices virais.
O Zapper tem apresentado resultados fabulosos em herpes, onde os medicamentos atuam apenas na sintomatologia. De maneira idêntica pode ser um excelente coadjuvante no tratamento do diabetes, AIDS, câncer, tétano, malária, entre tantas outras doenças de difícil cura.

Os usuários do Zapper relatam que ao usar o aparelho sentem-se melhores e com mais energia.
É importante salientar que todas as descrições derivam de relatos, milhares deles, provenientes dos próprios usuários que, por décadas, tem feito uso deste aparelho muito simples.

Trata-se de um aparelho DE PESQUISA. Assim, não recomendamos a suspensão do uso de qualquer medicamento que esteja sendo usado para qualquer caso. Recomendamos que consulte seu médico sobre o uso deste ou de qualquer outro sistema integrativo ou complementar de cura.

Parasitas sendo exterminados pelo Zapper:
 

Vermes e sua relação com as doenças - Prof. Jaime Bruning :

Documentário sobre a Dra. Hulda Clark:

 

zapper

 

 

zapper

 

A História do Zapper

"Zapper" é o termo genérico para um dispositivo eletrônico inventado pela Dra. Hulda Clark, Ph.D. N.D. e seu filho Geoffrey em 1994. Utilizando uma pequena e inofensiva bateria de nove volts. Ele emite um pulso eletrônico, que segundo a pesquisa da Dra. Clark, livra seu corpo de parasitas, bactérias e vírus.

Em seu livro "A cura para todas as doenças", a Dra. Clark descreve suas experiências durante o desenvolvimento do Zapper, da seguinte forma:

"Por ”zapping” quero dizer eletrocutar seletivamente certos patógenos. Durante anos, usei um gerador de freqüência comercial para "eletrocutar" um patógeno após o outro".

Primeiro fiz um gráfico das frequências para a maioria das bactérias e vírus na minha coleção. Então eu testaria o cliente doente para cada um, e esperava que não aparecesse alguem para o qual eu não tinha uma amostra. Mesmo as pessoas com um resfriado simples costumavam ter uma dúzia que testavam como positivo. Em seguida, chegou a hora de sintonizar o gerador de freqüência para uma dúzia de freqüências por três minutos cada. O processo total, teste e tratamento, levaria cerca de duas horas. Eles com freqüência recebiam alívio imediato. Mas, muitas vezes, o alívio era temporário. O que eu não sabia naquela época era que os vírus poderiam infectar um parasita maior, como um verme qualquer. Assim morto o seu verme, você continuaria recebendo o vírus de volta prontamente.

Em 1993, meu filho, Geoffrey, se juntou a mim e tentamos uma nova abordagem. Ele programou um gerador de frequência controlado por computador para cobrir automaticamente todas as frequências referentes aos parasitas, vírus e bactérias, de 290.000 Hz a 470.000 Hz. Gastou cerca de três minutos por cada 1.000 Hz. Isso foi mais eficiente, mas isso significava passar dez horas sendo “zappeado”. Mais uma vez, os resultados foram decepcionantes. Dor de artrite, dor nos olhos, resfriados foram melhorados, mas não completamente e durante a noite.

Meses depois eu achava que os organismos estavam transmitindo tão baixo quanto, Hz e tão alto quanto 690,000 Hz. Minha coleção de espécimes estava obviamente incompleta. Para cobrir esta gama maior, gastar três minutos por cada 1000 Hz, levaria 26 horas. Ainda vale a pena fazer se realmente ajudasse todas as nossas doenças. Mas mesmo este método de zapping não era 100% efetivo por razões ainda não claras.

Em 1994, meu filho construiu um gerador portatil, com bateria. O objetivo era permitir que todos pudessem matar os parasitas intestinais de 434.000 Hz com um dispositivo de baixo custo. Quando eu testei, no entanto, outros três agentes patogênicos em freqüências muito diferentes morreram também! Isso nunca tinha acontecido antes.

Quando eu testei isso em outros, apesar de terem dezenas de agentes patogênicos, todos foram mortos! Testes subsequentes mostraram que não foi devido a algum design exclusivo, ou forma de onda especial produzida pelo dispositivo. Foi devido ao funcionamento da bateria! Qualquer freqüência de operação positiva [DC] mata todas as bactérias, vírus e parasitas, simultaneamente com tensão suficiente (5 a 10 volts), duração (sete minutos) e frequência (qualquer frequencia entre 10 Hz a 500 Khz).

Mas é preciso mais de um tratamento. São necessários três tratamentos para matar tudo. Por quê? O primeiro zapping mata vírus, bactérias e parasitas. Mas alguns minutos depois, bactérias e vírus (diferentes) geralmente se repetem. Eu concluí que eles estavam infectando os parasitas e matando os parasitas liberados. O segundo zapping mata os vírus e bactérias liberados, mas logo alguns vírus aparecem novamente. Eles devem estar infectando algumas das últimas bactérias. Depois de um terceiro zapping, nunca encontrei vírus, bactérias ou parasitas, mesmo horas depois".